TAP Portugal  
 
 
 
 
 
 

Romance

A poucos quilómetros de Lisboa encontra-se uma misteriosa vila que no século XIX chegou a ser uma das capitais culturais da Europa. Sintra é conhecida pelo seu clima húmido e pelo nevoeiro, pelos belos monumentos e palacetes da época do Romantismo e por um vasto aglomerado de árvores e plantas do mundo inteiro, que a tornam num dos locais portugueses mais românticos.

O Atlântico mesmo ali ao lado e a densa vegetação levam a que o clima de Sintra seja especial e imprevisível. O nevoeiro e as sombras tornam a vila misteriosa, e nem mesmo a chuva impede os passeios pelas ruelas do centro histórico ou pelas estradas ladeadas de árvores que conduzem aos vários monumentos. A história diz-nos que os mouros estiveram no território entre os séculos VIII e XII, restando dessa presença o Castelo e o Palácio Nacional, com as duas chaminés (apesar de ambos terem sofrido grandes transformações ao longo do tempo). Terá sido D. Fernando, o Rei Artista, que transformou Sintra, no século XIX, num símbolo do Romantismo. Ao rei deve-se a construção do Palácio da Pena – outrora um convento – e a criação de um parque com 200 hectares e mais de mil árvores e plantas do mundo inteiro. Com ele chegaram a Sintra artistas de vários pontos do globo. Lord Byron, Robert Southey, Eça de Queiroz e Alexandre Herculano são algumas das figuras que se passearam pela vila e a celebrizaram. Vale a pena também visitar a Quinta da Regaleira, o Parque e Palácio de Monserrate e os jardins do Palácio de Seteais. E provar os doces típicos: queijadas e travesseiros.

Romance: outros destinos

Belo Horizonte Bordéus Atenas Amesterdão
Belo Horizonte Bordéus Atenas Amesterdão