TAP Portugal  
 
 
 
 
 
 

Cultura

Malangatana é uma referência obrigatória, mas a vida cultural de Maputo vai sendo agitada por grupos locais e por instituições culturais estrangeiras, que ajudam a criar um roteiro de atividades bastante diversificado.

O pintor moçambicano Malangatana, recentemente falecido, é uma das figuras incontornáveis da cultura deste país, pelo que é obrigatória uma paragem na Casa e Museu Malangatana, no Bairro do Aeroporto. A visita, sujeita a marcação prévia, permite conhecer o ateliê e algumas obras inacabadas do artista. A biblioteca é outro dos pontos de interesse. O museu, além de trabalhos de Malangatana, possui também esculturas de Alberto Chissano e pinturas de outros autores. Além de teatros, cinemas e outros locais habituais para a realização de espetáculos musicais, a vida cultural de Maputo passa também por instituições como o Centro Cultural Português de Maputo (www.instituto-camoes.org.mz ), o Centro Cultural Brasil-Mozambique, o Britsih Council for Promoting Culture (www.brithcoun.org ), o ICMA - Instituto Cultural Moçambique Alemanha (www.goethe.de/ins/mz) ou o Centro Cultural Franco-Moçambicano (www.ccfmoz.com), locais que recebem exposições, concertos, conferências ou ciclos de cinema. Na área do teatro, o Teatro Avenida, na Baixa de Maputo, é um dos locais mais ativos, apresentando regularmente trabalhos da companhia residente, a Mutumbela Gogo, mas recebendo também concertos e espetáculos de dança (www.mutumbelagogo.wordpress.com). A Companhia de Teatro Gungu ou o Mbeu Drma Group também têm uma atividade importante na divulgação das artes de palco. Maputo é também palco do Dockanema (www.dockanema.wordpress.com), um festival de cinema documental que conta já com cinco edições. As artes plásticas têm programação regular em locais como o Espaço Joaquim Chissano (www.bci.co.mz) ou a Casa da Cultura do Alto Maé.

Cultura: outros destinos

Brasília Lyon Manchester Porto
Brasília Lyon Manchester Porto