TAP Portugal  
 
 
 
 
 
 

Roma

Descobri-la é perceber que de nada servem as fotografias e os filmes já vistos, porque não há nada como viver uma cidade para esquecer tudo o que já se sabia sobre ela. E Roma merece ser vivida.

Roma continua a fascinar e a surpreender quem a visita graças a uma comunhão perfeita entre a grandiosidade do passado e as pequenas coisas que tornam o presente mais agradável. A grandeza do Coliseu, a imponência de praças, fontes, igrejas e palácios podia intimidar, mas o espírito desta cidade parece ser o de não levar nada muito a sério, optando por levar a vida gingando alegremente de scooter entre um trânsito caótico, bebendo um copo de vinho numa esplanada ou saboreando todas as delícias gastronómicas que a cozinha italiana oferece. A vida quotidiana é sorvida com tanto prazer que o passado acaba por ser apenas mais um elemento decorativo num cenário perfeito. Tudo parece existir para agradar, para fazer sentir a alegria de viver. Roma não é uma professora séria e aborrecida, que esmaga com o seu conhecimento. É uma cidade jovem, apesar dos séculos de vida, capaz de atrair e encantar gente de todas as idades. O clima ameno convida a ser visitada durante todo o ano, mas durante o verão corre-se o risco de encontrar milhares de turistas e de não desfrutar plenamente da vida cultural, já que muitos locais fecham, sobretudo em agosto. As deslocações dentro da cidade são relativamente fáceis, uma vez que existe uma boa rede de transportes públicos. Os mais corajosos podem alugar uma scooter ou uma bicicleta, mas há que ter em conta que o trânsito e as colinas podem não ser boas aliadas.