TAP Portugal  
 
 
 
 
 
 

Natureza

Os espaços verdes de Zagrebe convidam ao descanso e a longos passeios. Ideais para recuperar energias e para respirar ar puro, são locais cheios de história, onde o tempo parece ter parado.

Para entrar no lado mais verde de Zagrebe, o melhor é começar pelo Jardim Botânico (www.botanic.hr), propriedade da Faculdade de Ciências e de Matemática. Com uma extensão de 4,7 hectares, possui mais de 10 mil espécies de plantas, muitas delas em vias de extinção. A maior parte do espaço é ocupado por árvores, mas tem muitos recantos onde pode parar, descansar e apreciar toda a beleza deste jardim em estilo inglês, onde não faltam pontes, colinas e grutas artificiais. O Parque Ribnjak foi construído em 1829, por iniciativa do bispo Alagovic, que queria incluir várias esculturas neste jardim com magnólias, cedros e quedas de águas. As obras de arte ficaram apenas no papel, mas o espaço verde transformou-se numa área com cerca de 40 mil metros quadrados, ideal para passeios tranquilos. Na zona oriental da cidade fica o Parque Maksimir, aberto ao público desde 1974, mas criado no século XVIII. Os carvalhos foram plantados nessa altura, bem como muitos dos arbustos e canteiros de flores. É um local cheio de arte, com esculturas, monumentos, lagos, um chalé suíço, um pavilhão e um miradouro. O Parque Opatovina é formado por seis jardins, que depois da II Guerra Mundial foram transformados num vasto local de lazer. No verão, o parque serve de palco a peças de teatro.

Natureza: outros destinos

Frankfurt Budapeste Oslo Ponta Delgada
Frankfurt Budapeste Oslo Ponta Delgada