TAP Portugal  
 
 
 
 
 
 

Compras

Numa cidade que sempre foi porto de negociantes, não pode perder a oportunidade de negociar algumas pechinchas, principalmente no Mercado Central, local de visita obrigatória. A interação entre vendedor e comprador é uma constante. Treine a mímica, para compensar as dificuldades em entender os marroquinos, e… boas compras!

Reza a história que Casablanca foi porto mercantil para os fenícios e romanos. Por aqui também passaram portugueses. "Casa Branca", como era chamada, acabou por se afirmar como "Casablanca" graças à influência espanhola. Hoje, é uma verdadeira metrópole, com perto de quatro milhões de habitantes, e o comércio é algo que faz parte da cultura do povo, alimentada pelos muitos e muitos turistas que todos os dias chegam à cidade. Para além do muito comércio de rua, das lojas que parecem nascer a cada esquina, o Mercado Central é o epicentro do frenesim comercial e um dos locais mais interessantes de Casablanca. O edifício, datado de 1926, está dividido por vários setores, onde pode simplesmente passear ou comprar flores, frutas, legumes, as famosas especiarias, peixe e carne. Do mercado dificilmente sairá sem comprar um pacote de tâmaras, nozes descascadas, avelãs ou figos. Regra básica de Marrocos, o preço inicial que o vendedor lhe pede é sempre para ser regateado. Até é falta de respeito não negociar o preço. Pela dificuldade em entender o linguajar local, o melhor é treinar a mímica. Tapetes, de todos os tamanhos e padrões, quinquilharia variada, artesanato, artigos em couro, como as famosas babuchas, ou, porque não, uma birad (chaleira marroquinas) para aplicar os muitos chás, de tudo um pouco pode encontrar em Casablanca.

Compras: outros destinos

Dubrovnik Milão Amesterdão Turim
Dubrovnik Milão Amesterdão Turim