TAP Portugal  
 
 
 
 
 
 

Viena

Viena de Áustria foi considerada uma das melhores cidades para se viver. E percebe-se porquê. Os inúmeros espaços verdes, o contraste entre a cidade imperial e a cidade do século XXI, a cultura inesgotável e os cafés que abundam em cada praça e esquina fazem da capital austríaca um apetecível destino a não perder.

A história da capital da Áustria é longa e variada. Começou por ser uma povoação celta, foi cidade romana, acolheu a dinastia de Babenberg na Idade Média e, mais tarde, a Casa de Habsburgo. No século XIX tornou-se capital do Império Austríaco, depois do Austro-Húngaro e, por fim, da República da Áustria (cedeu, por uns tempos, lugar a Berlim, quando a Alemanha anexou o país, em 1938). Construída nas margens do Danúbio, Viena é um dos nove Estados da Áustria e um importante centro económico, político e cultural. Nomes como Klimt, Mozart ou Freud fazem parte dos ilustres que a imortalizaram. A influência barroca está presente na arquitetura, mas há uma nova Viena virada para o século XXI e preocupada com o design. Além dos monumentos históricos, os cafés são outro dos ex líbris da cidade, cheios de doces emblemáticos (como o Sacher-torte) e ambientes cativantes. A vida noturna é uma experiência a ter numa visita a Viena. Além dos bares e discotecas, onde se bebe punsch (bebida, servida quente, composta por vinho tinto ou branco e brandy), é inevitável uma noite na Ópera de Viena ou num dos muitos espaços culturais. Apesar de qualquer altura ser a ideal para visitar Viena, o inverno pode ser demasiado rigoroso.