Conteúdo

Guimarães, o Berço de Portugal

A cidade de Guimarães, classificada como Património Mundial pela UNESCO em 2001, é uma cidade com uma carga histórica incomparável, que continua atual, evoluindo e modernizando-se agilmente. Com o seu imponente castelo, largos e ruas antigas, o caráter da cidade histórica alia-se à energia jovem que a invade e que cada vez mais contribui para a sua identidade e marca. A apenas 50 km do Porto, é uma cidade a descobrir!

Aqui Nasceu Portugal

Castelo de Guimarães é um dos monumentos mais simbólicos e importantes da história nacional.

No século X, a Condessa Mumadona Dias mandou construir o Mosteiro de Santa Maria em Vimaranes (agora Guimarães). Devido aos ataques dos mouros, surgiu a necessidade de erguer uma fortaleza para defender os monges e as populações que ali viviam, conduzindo à existência do Castelo de Guimarães. O castelo sofreu obras de melhoramento ao longo dos séculos, servindo de residência a várias famílias reais. 

Terminado o seu papel defensivo em variados confrontos ao longo da história, como, por exemplo, a Batalha de São Mamede, o castelo caiu em desuso. No século XX foi declarado Monumento Nacional, altura em que foram iniciadas as obras de restauro. Hoje, o Castelo de Guimarães tem elementos que facilitam a acessibilidade daqueles que o visitam — continuando a ser efetuadas melhorias estruturais.

Mais do que uma Residência: o Paço dos Duques de Bragança

A construção desta residência real foi encomendada por Afonso Henriques, Duque de Bragança, e construída entre 1401 e 1442. Em 1933, o Paço dos Duques sofreu uma grande renovação para passar a servir de residência oficial do ditador António de Oliveira Salazar, sendo ainda hoje usado como residência oficial do Presidente da República.

Descobrindo as Suas Ruas Mais Típicas, Largos e Praças

 A Praça de Santiago é um dos locais mais frequentados pelos habitantes locais, onde existem várias esplanadas e espaços de descontração, como restaurantes, cafés e bares. Nesta praça, existiu uma capela do século XVII que foi demolida no final do século XIX, existindo hoje ainda lajeados de granito que marcam o seu local original.

Passear pelas ruas de Guimarães é uma das melhores formas de conhecer a cidade. O Largo da Oliveira no centro histórico é o local ideal para ver alguns dos monumentos mais emblemáticos da cidade, como a Igreja de Nossa Senhora da Oliveira e os Paços do Concelho (onde reside agora o Museu de Arte Primitiva Moderna). Podemos também ver o belo Padrão do Salado, alpendre Gótico erguido no reinado de D. Afonso IV para comemorar a Batalha do Salado, em 1340. A Rua de Santa Maria é uma das ruas mais antigas da cidade, que faz a ligação entre a zona do Castelo e o Convento de Santa Clara (atual Câmara Municipal de Guimarães).

Não Só de Dia Vive Guimarães

Se durante o dia a vida passa-se nas ruas históricas da cidade, também à noite não falta o que fazer. Desde esplanadas no centro histórico a discotecas para os que querem dançar noite adentro, Guimarães tem muito por onde escolher.

Concentram-se maioritariamente no Largo da Oliveira, na Praça de Santiago e na Rua de Santa Maria os bares e esplanadas mais concorridos da cidade. Com as suas áreas exteriores apetecíveis e ambiente animado, estes espaços enchem-se de pessoas em movimento.

Capital Europeia da Cultura


A distinção de Capital Europeia da Cultura em 2012 trouxe à cidade a renovação de símbolos vimaranenses, dando nova vida e luz à cidade. A requalificação do Largo do Toural é um dos exemplos marcantes do impacto que a Capital Europeia da Cultura teve no rejuvenescimento da cidade. Também levou à construção da Plataforma das Artes e da Criatividade, que por sua vez levou à reabilitação do antigo Mercado de Guimarães, iniciativas que ajudaram a dinamizar ainda mais a cidade. Aliando a história à inovação, Guimarães tem assumido a renovação e modernização como pilares centrais do seu crescimento.

Uma Vista Aérea da Cidade


Fazendo a ligação entre a cidade e a Montanha da Penha, o teleférico é uma excelente opção para ver Guimarães do alto. A 400 metros de altura, permite percorrer uma distância de 1700 metros em apenas 8 minutos. Uma vez na montanha, existem várias atividades para descontrair, como por exemplo percursos terrestres, minigolfe, restaurantes e cafés. Se quiser fugir ao lado urbano da cidade, pode dormir no parque de campismo da Penha e aproveitar a natureza. Um dos pontos mais importantes na Montanha da Penha é o Santuário da Penha, um local de peregrinação visitado por muitos fiéis, principalmente durante o verão.

Provar um Pouco da Cultura


A gastronomia Minhota é rica e variada, contendo vários pratos de bastante substância! Para além das muito conhecidas especialidades, como o cabrito assado, o arroz de cabidela, o bacalhau assado e os rojões, há também um vasto leque de doces de origem conventual — entre eles, destacam-se as tortas de Guimarães e o toucinho do céu, que certamente agradarão os mais gulosos!

Inspire-se com as nossas sugestões

Explore os nossos destinos

Porto Porto
Portugal Porto
Cultura Gastronomia Noite Romance
Cidades mais próximas
      Selecionar data
      Selecionar datas
      Gosto
      Ver versão acessível no youtube.
      WishList
      Partilhe