4 cenotes que não pode perder perto de Cancún

Para além das magníficas praias da Riviera Maya e de sítios arqueológicos como Chichén Itza ou as ruínas de Cobá e Tulum, vale muito a pena explorar os cenotes e rios subterrâneos que pontilham a paisagens dos estados mexicanos de Quintana Roo e Yucatán.

Todos com fácil acesso a partir de Cancún, assim o visitante não se importe de deixar a praia. Eis, pois, quatro dos mais impressionantes cenotes da região - para visitar de preferência com amigos ou em família.

1
Cenote Suytun

Seguramente um dos mais fotografados cenotes do México e com muitas excursões a partir de Cancún que facilitam a visita, o cenote Suytun é verdadeiramente surpreendente.

Trata-se de uma gruta razoavelmente ampla, com uma plataforma circular criada pelo homem no centro do cenote e um pequeno buraco no teto por onde entra um raio de luz que torna o ambiente ainda mais mágico. Não importa quantas fotografias do cenote Suytun o visitante já viu, ficará sempre boquiaberto.

Até porque nem sempre está igual. Dependendo do nível da água, a plataforma central pode estar submersa, ao contrário da maioria das fotografias publicadas. E tenho para mim que é ainda mais bonito assim…

 

1
Cenote Ik-Kil

Depois de visitar Chichén Itzá, fui dar um mergulho no fotogénico cenote Ik-Kil, sem qualquer dúvida um dos mais bonitos do Yucatán. Como é natural, Ik-Kil não é de todo desconhecido dos turistas mexicanos e estrangeiros.

Pelo contrário. Quando lá cheguei, havia dois grupos relativamente grandes e barulhentos que, de certa forma, retiravam a tranquilidade que o lugar exige para a contemplação. Mas foi uma questão de esperar pacientemente, até que, mesmo não estando deserto (para isso só mesmo visitando muito cedo ou tendo muita sorte), pude desfrutar do cenote Ik-kil na sua plenitude. Foi sem qualquer dúvida um dos pontos altos do meu roteiro no México.

É lindo, lindo, lindo…

1
Cenote Nohoch

O cenote Nohoch é provavelmente o mais incrível que conheci na península do Yucatán, e onde passei seguramente mais de quatro horas a desfrutar do ambiente bucólico. Vizinho do famoso e mais comercial cenote Dos Ojos, onde me pediram muito dinheiro para entrar, olhei para o mapa e escolhi um, à sorte, ali perto para dar um mergulho depois de visitar as ruínas de Tulum. E acertei em cheio.

Nohoch faz parte de um sistema de rios subterrâneos cujas grutas e galerias podem ser exploradas por mergulhadores experientes e, em algumas partes, simplesmente nadando na companhia de um guia local. É um dos melhores cenotes da Península do Yucatán – sem qualquer dúvida.

1
Cenote San Lorenzo Oxman

O belo e sereno cenote da Hacienda San Lorenzo Oxman outra pequena joia da Península do Yucatán. A combinação de luz natural com as raízes que seguem verticais em direção às águas cristalinas do cenote subterrâneo, confere-lhe um charme especial. Apesar disso, é de certa forma discreto e consegue fugir do turismo de grandes grupos. Não estará seguramente sozinho – longe disso! –, mas recomendo sem reservas que vá dar uns mergulhos no cenote Oxman.

Em suma, mais do que passar o dia em parques temáticos como o afamado Xcaret ou fazer praia durante a totalidade das férias, aventure-se pelos cenotes espalhados um pouco por toda a península. Garanto que não se vai arrepender!

Por Filipe Morato Gomes / Alma de Viajante

Inspire-se com as nossas sugestões

Explore os nossos destinos

Cancún
México Cancún
Praia Cultura Gastronomia Noite