Preparar e gerir viagem

Saiba como pode planear a sua viagem para que tenha a melhor experiência no ar e em terra.

Posso viajar sozinho se estiver doente?

Sim, mediante certas condições. Deverá ser capaz de:

  • Respirar espontaneamente sem necessidade de oxigénio suplementar;
  • Alimentar-se autonomamente;
  • Transferir-se do lugar para a cadeira de rodas (se for caso disso);
  • Comunicar com a tripulação, seguir os seus conselhos e instruções;
  • Usar os sanitários sem ajuda da tripulação;
  • Administrar a sua própria medicação.

Em que condições devo reportar a minha doença à TAP como um caso médico?

Um caso médico traduz-se numa situação clínica específica em que a condição do passageiro provoca a dependência de outras pessoas ou necessita de assistência personalizada. Nesses casos, o médico do passageiro deverá preencher o  formulário MEDIF (PDF, 0.1MB, PT), descrevendo o diagnóstico para posterior análise dos serviços médicos da TAP. Para que possa voar despreocupado, por favor consulte todas as informações aqui.

Preciso de uma autorização médica para viajar?

Se tiver alguma situação clínica específica, sofrer de doença grave ou incapacitante, deve solicitar ao seu médico uma Autorização Médica para Embarque (MEDIF). Envie à TAP este impresso (PDF, 0.1MB, PT)  devidamente preenchido. O MEDIF será então analisado por um médico da TAP e a companhia aérea informará o/a passsageiro/a se pode viajar e em que condições.

Encontre mais informação aqui.

Existem custos associados ao serviço de assistência médica?

Sim. Alguns serviços médicos estão sujeitos a taxas adicionais e devem ser solicitados e pagos antes da data de partida. A prestação destes serviços está sujeita a condições específicas.


Pode encontrar mais informação aqui.

Estou grávida. Que precauções devo tomar?

Em caso de gravidez, deverá tomar várias precauções para viajar nos voos operados pela TAP. Devem fazer-se acompanhar por declaração médica (a partir das 28 semanas), atestando o tempo de gestação e o facto de a gravidez não ter complicações:

  • As passageiras grávidas até às 36 semanas de gestação ou até 4 semanas antes da data prevista para o parto;
  • As passageiras grávidas de gémeos, trigémeos, etc., sem complicações, até às 32 semanas de gestação.

Devem obter autorização prévia dos serviços médicos da TAP:
  • As passageiras com gravidez de risco e alto risco;
  • As passageiras em risco de aborto ou aborto recente;
  • As passageiras com dúvidas sobre o tempo de gestação ou a data prevista do parto;
  • As passageiras com gravidez simples com mais de 36 semanas.
Para voar sem preocupações e em segurança, por favor consulte todas as informações aqui.

Existe algum serviço de apoio a pessoas com incapacidade ou mobilidade reduzida?

Sim. Se precisa de apoio especial devido a incapacidade ou mobilidade reduzida, pode solicitar o serviço My Way. Para requisitar o My Way, deverá solicitar essa opção no ato da reserva ou até 48 horas antes da partida do voo, diretamente à TAP ou à sua agência de viagens.

Posso pedir uma cadeira de rodas?

Sim. Basta que nos informe com 48 horas de antecedência, através do nosso Contact Center ou da sua agência de viagens.

Saiba mais aqui.

Posso levar a minha cadeira de rodas para a porta de embarque?

Sim, caso se trate de uma cadeira manual. Caso pretenda viajar com cadeira própria informe-nos com 48 horas de antecedência.

Tenho uma assistência especial. Posso fazer o check-in em casa?

Sim. No entanto, deverá levantar o seu cartão de embarque no aeroporto.

Tenho uma assistência especial. Onde me devo dirigir no aeroporto?

Em qualquer aeroporto, deverá contactar o balcão de check-in do seu voo, onde serão chamados os serviços de assistência. Nos aeroportos de Lisboa e Porto, há balcões específicos para assistências especiais.

Pode obter mais informações aqui.

 

Tenho uma assistência especial. Terei alguém para me ajudar à chegada ao destino?

A ida ao balcão de check-in é necessária no aeroporto de origem. À chegada ao destino, ou caso esteja em transferência, os nossos colaboradores irão recebê-lo à aeronave para acompanhá-lo durante todo o percurso no aeroporto.

Posso viajar com a minha cadeira de rodas elétrica?

Sim. Por favor informe-nos das características da sua cadeira quando solicitar o serviço My Way.

Sou diabético(a). Posso levar insulina para dentro do avião?

Sim. Se usa medicação injetável (exemplo: insulina) e vai viajar para um país de recursos limitados, leve sempre consigo na bagagem de mão uma provisão de medicamentos, agulhas e seringas em quantidade suficiente para a viagem e estadia. Deverá também fazer acompanhar-se pela respetiva indicação médica escrita.

Que medicamentos posso transportar na minha bagagem de mão?

A TAP não coloca restrições no transporte de comprimidos, líquidos ou xaropes acondicionados na mala de cabine, caso estes se destinem a ser utilizados durante a viagem e que sejam necessários por razões médicas ou por uma exigência dietética especial. As autoridades aeroportuárias poderão restringir os medicamentos líquidos, se estes excederem os 100ml por embalagem. Aconselha-se o passageiro a fazer-se acompanhar de documentos, como uma declaração médica ou qualquer outro documento idóneo, que ateste a necessidade do transporte durante a viagem, a fim de facilitar e tornar o controlo de segurança mais célere. 

Caso a sua medicação necessite de estar acondicionada numa área refrigerada a bordo deverá fazer esse pedido até 72 horas antes do voo; as malas térmicas passíveis de serem acomodadas nas áreas refrigeradas não devem exceder os 15 a 20 cm de dimensão e devem ser maleáveis. Deverá informar a TAP sobre as dimensões e peso total da mala com a sua medicação.

 

Contactos

Fale Connosco Envie-nos sugestões, elogios ou reclamações. Diga-nos o que podemos fazer para assegurar a melhor experiência de viagem. Contacte-nos

Telefone

2ª a Domingo: 24h
Ver tudo