Conteúdo

Mexer Até Cair

Mexer Até Cair

Chamam “The Magic City” a um terreno pantanoso que teve uma ascensão meteórica à fama mundial. Marque viagem e venha descobrir uma cidade para prosperar e divertir. E pôr os sentidos a vibrar com o calor semi-tropical. Bem-vindo a Miami.

Agitar antes de usar

Região povoada por tribos índias e colonos espanhóis durante séculos, Miami foi fundada apenas em 1896. A transformação em cidade mundial fez-se em menos de um século. E há mesmo algo de diferente neste lugar cheio de ritmo, cores e sabores.

É, por exemplo, a única das grandes cidades dos Estados Unidos que se orgulha de ter sido fundada por uma mulher. Apelidada de “A Mãe de Miami”, a empresária Julia Tuttle foi uma das responsáveis pela expansão dos caminhos de ferro na região, no final do século XIX. É hoje homenageada com uma estátua no parque de Bayford.

Nas primeiras décadas do século XX, o boom em população e infraestruturas acompanhou o nascimento de um dos bastiões simbólicos da arquitetura americana. A célebre South Beach renasceu após o grande furacão de 1926 como a maior concentração de art deco dos Estados Unidos. Com os edifícios coloridos a decorar a linha da praia e uma profusão de spots de cozinha do mundo, continua a ser uma das zonas mais “quentes” da cidade.

Grande marca da “Cidade Mágica” é também a comunidade hispânica, muito influente a partir de 1960. E é em Little Havana que se sente mais a vertente multicultural de Miami. Sobretudo na Calle Ocho, a principal rua do bairro, onde galerias de arte, murais coloridos, o aroma forte do café cubano vendido a partir das ventanitas (janelas abertas) e os idosos a jogar dominó no parque compõem uma atmosfera especial.

Torrar ao sol

Se Little Havana tem um passeio da fama para assinalar figuras como Gloria Estefan e Celia Cruz, muitas outras estrelas do cinema e da música têm residências espalhadas pela cidade.

Situada na bela baía de Biscayne, Miami é acima de tudo sinónimo de água, sol, praia e festa. Não foi por acaso, que surgiu aqui uma das primeiras fórmulas eficazes de protetor solar, em 1944, pela mão do farmacêutico Benjamin Green.

Primeira paragem obrigatória: Miami Beach. Trata-se mesmo de uma municipalidade distinta e separa grande parte de Miami do oceano Atlântico através de uma língua de areia onde a famosa Ocean Drive percorre vários quilómetros de praia. A parte norte é mais tranquila do que a ponta sul, onde se situa o irrequieto e muito procurado bairro de South Beach.

Um pouco mais a norte, encontramos um refúgio com água de cor turquesa e um sossego de sabor extra-exclusivo. A praia de Bal Harbour fica numa zona repleta de condomínios de elite, hotéis de cinco estrelas e lojas de luxo — um cenário tipicamente sofisticado que se confunde com a Miami das séries e dos filmes.

A sul da baía, decore estas duas ilhas, facilmente acessíveis pela via Rickenbacker. Na primeira, Virginia Key, destaca-se... uma praia, claro. Beach Park tem várias atividades desportivas disponíveis e partilha este pedaço de terra com o popular Seaquarium. Aproveite para ver de perto o peixe-boi, aqui chamado de manatee, espécie nativa das águas da Florida.

Virgínia Key é um ponto de passagem para a outra ilha, chamada Key Biscayne, onde se prolongam as palmeiras alinhadas com as areias douradas e as águas calmas de Crandon Beach. O parque com vegetação intensa, mangue e dunas envolve o centro de ténis e os campos de golfe.

O essencial da Miami icónica não fica completo sem mencionar a charmosíssima Coral Gables. Zona histórica marcada pelas mansões ao estilo mediterrânico, ruas sinuosas e um apelo no ar a la anos vinte. É aqui que fica a famosa Venetian Pool: uma piscina enorme, alimentada de água doce por um aquífero subterrâneo e rodeada de palmeiras, rochas e cascatas. É pública, mas prepare-se para pagar para entrar.
Aproveitar cada surpresa

Se em Bal Harbour o panorama é inteiramente de luxo, não desespere. Em Miami o que não falta são opções para poder satisfazer o desejo de um bom dia passado nas compras. 

É o caso da boémia Española Way, dois quarteirões de área pedestre, arquitetura colonial e cafetarias estilo europeu em South Beach.  Não procure aqui multinacionais de moda ou centros comerciais, mas antes boutiques vintage, comércio familiar e muito artesanato handmade. A atmosfera vibrante prolonga-se noite dentro, com as lojas abertas até tarde, a par dos restaurantes de comida espanhola, francesa, italiana ou mexicana.

Ali perto, em Lincoln Road, o ambiente alternativo mistura-se já com algumas grandes cadeias do retalho e galerias de arte, a dois passos da praia.


Mas é do outro lado da baía, em Downtown Miami, que se tem o verdadeiro mix de experiências que é imagem de marca da cidade. Bayside Marketplace, como o nome indica, é um mercado ao ar livre com centenas de lojas e uma vista irresistível sobre a marina. Em pleno coração financeiro e residencial de Miami, é provavelmente a atração mais visitada da cidade. E se tiver ficado deslumbrado pelo cenário à volta, alegre-se: pode desfrutar ainda mais da baía num passeio de barco!

A norte de Downtown, partimos à descoberta do Design District. Área de armazéns em ruína e edifícios abandonados há pouco mais de duas décadas, tornou-se num centro de eleição para colecionadores de arte, antiguidades e decoração inovadora. Todos os meses ocorre uma "Art & Design Night" que reúne a comunidade criativa da cidade. O ambiente hip continua pelas galerias artísticas do bairro de Wynwood.

Antes de partir, não deixe de percorrer a "zona velha" de Miami. Coconut Grove (ou simplesmente “The Grove”) está habitado desde o início do século XIX e mantém a dinâmica de vila boémia, com hotéis antigos, jardins, artistas excêntricos e vida universitária. Foram muitos os ilustres que aqui viveram: de Madonna a Tennessee Williams. E é aqui que pode passear pela CocoWalk, um mercado multicultural com dezenas de lojas e atuações musicais de rua.

Não há zona forte de compras em Miami que não seja acompanhada por uma vasta oferta de restaurantes e bares. São dinâmicas que se alimentam umas às outras e à noite a vida não abranda, antes pelo contrário — os ritmos vibrantes contagiam até quem vai a passar na rua. Desde os after-hours à beira da água em Downtown, ao glamour de South Beach e ao fervor da salsa nos clubes de dança de Little Havana.

Mas antes da festa, há que mergulhar nos sabores. Várias empresas organizam excursões culinárias pelos bairros, já que Miami é uma cidade internacional e tem muito de muita coisa. A alta cozinha em Downtown e Miami Beach, as esplanadas descontraídas de Coconut Grove e a criatividade dos novos chefs em Wynwood.

Não tem tempo para tudo? Prove algumas especialidades locais. Comece pelo chicharrón, pedaços barriga de porco frita, como aperitivo. 

Depois passe para a frita, o hambúrguer cubano temperado com paprica e recheado de tiras de batata e cebola. O presidente Barack Obama gosta tanto que é recorrentemente fotografado a saboreá-las. 

E, para acabar num tom mais sofisticado, aventure-se numa das variações do ceviche de inspiração peruana, generalizado nos últimos anos na cozinha de fusão praticada em Miami.

Inspire-se com as nossas sugestões

Explore os nossos destinos

Miami Miami
Estados Unidos Miami
Praia Noite Compras
Cidades mais próximas
    Selecionar data
    Selecionar datas
    Gosto
    Ver versão acessível no youtube.
    WishList
    Partilhe