Na rota da Pizza, resista se puder

Antigo Egito ou China, as suas origens são ainda um mistério. Certo é que a pizza como a conhecemos nasceu em Itália. Um dos pratos mais famosos do planeta, popularizou-se sobretudo nos Estados Unidos, graças à imigração italiana.

Fique a conhecer o segredo do sucesso desta iguaria e descubra as diferenças entre os seus vários géneros.

Bem-vindo a Nápoles, a terra-natal da pizza. Aqui os pizzaiolos não brincam em serviço, até porque uma pizza certificada tem de cumprir uma longa lista de requisitos, que inclui, entre outros, o pH da massa, a densidade do queijo e o formato.

Não é, pois, à toa que esta arte napolitana é Património Imaterial da Humanidade. Servida em doses individuais, à boa tradição italiana, a pizza napolitana tem poucos ingredientes e apresenta uma massa areada e elástica, que se dobra facilmente. Logo, não precisa de talheres e deve mesmo ser comida com as mãos. Molho de tomate, queijo e manjericão são fundamentais.

Depois de saborear o ex-libris de Nápoles, dê um passeio até ao Castel dell’Ovo. Construído no início do século VI a.C., o castelo alberga uma exposição permanente e outras temporárias de arte. Siga até ao porto, a porta de entrada para o Mediterrâneo. É daqui que zarpam os barcos para Capri e o movimento é constante.

Em Roma, Pizza Romana

Roma é outro destino onde pode deliciar-se com outro género de pizza. Na capital, a massa é muito mais fina e crocante; as bordas chamuscadas e o molho e recheio não abundam. Se a congénere napolitana é assada em forno de lenha, em Roma, já domina o elétrico. Após uma refeição saborosa, aproveite para descobrir a Cidade Eterna. O Coliseu é indispensável e a ele junta-se a Fontana di Trevi. Use e abuse das fotografias – as esculturas merecem – e não se esqueça de atirar uma moeda enquanto pede um desejo.

Por último, visite a imperdível Cidade do Vaticano, acessível a pé desde o centro de Roma. Passeie pela Praça de São Pedro, em frente à Basílica com o mesmo nome. Entre e deslumbre-se com as contribuições de Michelangelo ou Rafael. Termine a visita na Capela Sistina, famosa pela sua arquitetura e pelos frescos pintados por estes artistas e ainda por Botticelli e Perugino.


Milão, a Pizza está na moda

A capital da Lombardia tem também a sua especialidade. A pizza al trancio é alta, macia e ligeiramente crocante na base. Assada em forno elétrico ou a lenha, esta pizza redonda e sem borda tem como ingredientes principais o mozarela, as anchovas, os orégãos e a polpa de tomate. Depois de uma ou mais fatias, siga para a Chiesa Santa Maria Della Grazie, famosa pel’ A Última Ceia, de Leonardo da Vinci. Depois de conhecer este esplendor do Renascimento, vale a pena perder-se na Galleria Vittorio Emanuele II, um dos melhores exemplos do uso do ferro na construção e arquétipo do espaço comercial do século XIX.

O menu italiano termina com a pizza calzone. Nascido na Apúlia, este disco de massa dobrado ao meio pode ser encontrado em todo o país. Mozarela, molho de tomate, carne e legumes compõem o recheio.

Pizza à Americana

Os imigrantes italianos levaram a pizza para os Estados Unidos no arranque do século XX e o prato foi bem aceite. A massa é mais alta e os toppings variam entre o pepperoni e a cebola, os pimentos, a carne picada e até o ananás.

Nova Iorque é a capital desta pizza adaptada da napolitana. Delicie-se com uma, duas ou mais fatias e, para queimar calorias, dê um salto ao Central Park, um dos spots imperdíveis da Grande Maçã. Aproveite para caminhar pela animada Manhattan e nem pense em deixar para depois uma visita ao MoMA ou a ida a uma peça da Broadway.

Chicago. A cidade dos Bulls está também na rota da pizza que, grossa, suculenta e com muitos ingredientes, faz brilhar a mozarela, o pepperoni, a linguiça e o molho de tomate. Deixe-se seduzir e inclua no roteiro a subida à icónica Willis Tower. Visite ainda o Chicago Cultural Center e marque um musical para o serão.

Caso esteja de passagem por São Francisco, tem de provar a pizza californiana: um mix entre a massa nova-iorquina e toppings inspirados na cozinha desta região norte-americana. Não se admire, se vir no menu pizzas tailandesas com molho de amendoim, outras que lembram tacos ou versões com frango e molho de churrasco. O que talvez também lhe pareça familiar é a famosa Golden Gate. Dê uso à máquina fotográfica e continue o álbum da viagem com imagens das incríveis colinas e de um inesquecível passeio de elétrico.

Ficou ainda mais fã de pizza? Aproveite os nossos destinos e vá saborear esta iguaria numa cidade italiana ou americana. A dieta fica para o regresso!

Inspire-se com as nossas sugestões

Explore os nossos destinos

Florença
Itália Florença
Cultura Gastronomia Compras
Milão
Itália Milão
Cultura Gastronomia Compras Neve
Nápoles
Itália Nápoles
Cultura Gastronomia Natureza Romance