Resultados
Cidades mais próximas
    Conteúdo

    4 Faces da Mesma Escandinávia

    4 Faces da Mesma Escandinávia

    O que visitar e onde visitar. Esta é talvez a principal dúvida na mente de quem planeia uma visita aos países escandinavos. Entre a história, a arquitetura, o entretenimento e a natureza, é difícil estabelecer prioridades. A boa notícia é que não tem de o fazer. Faça um plano diferente para cada cidade e veja um pouco de tudo no reino da Escandinávia.

    Um modo de ser, um modo de viajar

     A região da Escandinávia é composta pela Dinamarca e pelos países da península Escandinava: Suécia e Noruega. No entanto, não são raros os casos em que a Finlândia — por motivos geológicos e económicos —, as Ilhas Faroé e a Islândia — devido à língua — são incluídos.

    Acima de tudo, os países escandinavos partilham um modo de estar muito próprio. Normalmente bem classificados nos rankings de felicidade, qualidade de vida ou desenvolvimento económico, os nórdicos criaram um estilo de vida único, considerado muitas vezes como um exemplo a seguir.

    Existem semelhanças óbvias entre a Suécia, Dinamarca, Noruega e até a Finlândia: uma história que começa no incrível povo Viking e que continua nas monarquias que chegaram até hoje; um grande apreço pela beleza natural do território; os tempos livres passados em esplanadas e zonas de diversão; e o gosto apurado pela arquitetura e design.

    As cidades capitais — Copenhaga, Estocolmo, Oslo e Helsínquia — traduzem muita desta identidade nórdica. Descubra um mundo diferente em cada cidade e chegue ao fim da viagem com uma costela escandinava!

    Conheça a história em Estocolmo

    Começamos por Estocolmo, onde a história vive em Gamla Stan, a Cidade Velha.  São 3 ilhas que contam muito sobre a cidade, o país e a região. Este é o local onde os Vikings, em 1252, fundaram Estocolmo. As ruas estreitas, os pavimentos em pedra, as casas de diferentes tons e as numerosas pontes são um dos mais fortes exemplos da arquitetura escandinava antiga. Visite a Catedral de Estocolmo e o Palácio Real, um dos maiores do mundo com mais de 600 divisões, bem como os museus e as lojas de artesanato. A melhor vista sobre Gamala Stan obtém-se a partir do elevador de Slussen.

    Fora da Cidade Velha, a beleza histórica dispersa-se pela cidade em palácios, como o palácio de Drottningholm e outros edifícios, como a Câmara Municipal, conhecida pela sua torre de 106 metros. Mas quando se fala de história e Escandinávia no mesmo parágrafo, é impossível não referir os Vikings. O Vasamuseet (Museu Vasa) é inteiramente dedicado à cultura Viking. Aqui é possível ver, entre outras atrações, o único navio Viking do século XVII completamente preservado.

    Em Oslo pela natureza

     A cidade de Oslo tem uma ligação especial com a natureza. O número de parques e lagos dentro da zona urbana é surpreendente e aqui, por exemplo, é possível ir de metro até ao meio de uma floresta.

    Visite as mais de 180 espécies de plantas que habitam o Jardim Botânico, nade nos vários lagos, como o Østensjøvannet ou os localizados nas ilhas de Gressholmen e Rambergøya, e passe tardes tranquilas nos parques de St. Hanshaugen e Lillomarka. O parque Vigeland faz a ponte perfeita entre arte e espaço natural, com uma exposição ao ar livre de mais de 200 esculturas do artista Gustav Vigeland.

    É também em Oslo que fica a Holmenkollen National Ski Arena, símbolo da união entre o desporto e a natureza e onde um centro de observação oferece a melhor vista panorâmica sobre Oslo.

    Em Copenhaga pela diversão

     Uma cidade que inspirou os famosos contos infantis do escritor Hans Christian Andersen tem de ser o lugar ideal para visitar com crianças.

    A estátua da Pequena Sereia, um dos símbolos da cidade, leva-nos para um mundo de fantasia que continua pelos trilhos mágicos de Tivoli Gardens: um parque onde as diversões, os jardins, os edifícios e as luzes que se acendem ao anoitecer nos transportam para um conto de fadas. A norte da cidade, fica o parque de diversões mais antigo do mundo, de seu nome Bakken. São 431 anos de experiência na arte da diversão enquadrados na magnífica floresta de Jægersborg Dyrehave. Outros locais como o Museu ao Ar livre, a cidade do Experimentarium ou o Den Blå Planet (Aquário Nacional da Dinamarca) ensinam adultos e graúdos que aprender também é divertido.

    Se para si a diversão implica uma boa refeição, uma bebida espirituosa e música jazz, uma visita ao bairro de Nyhavn é altamente recomendada.

    Um roteiro de arquitetura em Helsínquia

     A Escandinávia é um destino de sonho para os amantes da arquitetura e do design. Por isso, depois da história, da natureza e da diversão, recomendamos um passeio pela arquitetura da cidade de Helsínquia. Para isso, só precisa de recolher um mapa de arquitetura no posto de informação turística da cidade.

    O minimalismo nórdico está em todo o lado, mas existem várias influências que resultam numa mistura de estilos. A Praça do Senado reúne à sua volta os melhores exemplos de arquitetura Neoclássica, enquanto a tradição russo-bizantina está representada na Catedral de Uspenski, da autoria do arquiteto Alexander M. Gornostajev. No centro da cidade é possível encontrar também a Casa dos Estados de Gustaf Nyström, o trabalho neo-renascentista de Theodor Höije, espelhado no Museu de Arte Ateneum.

    Pelas ruas da cidade também irá cruzar-se com as influências de estilos como a Art Nouveau, o Funcionalismo ou o Modernismo, cujo trabalho do arquiteto finlandês Alvar Aalto é mundialmente famoso. O museu de Arte Contemporânea Kiasma é um espetacular representante da arquitetura contemporânea, desenhado pelo americano Steven Holl. E isto é só um pequeno resumo!

    Inspire-se com as nossas sugestões

    Explore os nossos destinos

    Copenhaga Text
    Dinamarca Copenhaga
    Aventura Família Cultura
    Helsínquia
    Finlândia Helsínquia
    Aventura Família Cultura
    Oslo
    Noruega Oslo
    Família Neve Romance