5 atrações que você não pode perder em Colónia

Capital da Renânia do Norte-Vestfália, Colônia é uma cidade que surpreende o visitante pela irreverência, quase latina, que dela emana. Isto, é claro, além das atrações icônicas como sua catedral, que a UNESCO classifica como Patrimônio Mundial. Não faltam, assim, motivos para conhecer Colônia.

Veja 5 das atrações que você não pode perder de jeito nenhum.

1
Catedral de Colônia

A Catedral de Colônia é uma das igrejas mais altas do mundo e está classificada como Patrimônio Mundial pela UNESCO. Consagrada a São Pedro e a Santa Maria, a catedral é, não por acaso, o monumento mais visitado da Alemanha e um edifício incontornável da cidade de Colônia. A catedral é verdadeiramente majestosa e espetacular, dominando a paisagem urbana da capital da Renânia do Norte-Vestfália. De onde quer que você olhe, ela lá estará, magnânima.

Lá dentro, não deixe de reparar nos vitrais e nos entalhes em madeira no coro da catedral. A entrada é gratuita, e não se esqueça de ir bem cedo para evitar as multidões de turistas.

1
Museu Ludwig

O Museu Ludwig é o Museu de Arte Contemporânea de Colônia. Está localizado bem perto da catedral, e tem um acervo de arte moderna muito interessante de nomes consagrados – entre outros - como Roy Licht­en­stein, Pablo Pi­cas­so, Hen­ri Ma­tisse, René Magritte ou Andy Warhol, motivos mais que suficientes para incluir na sua lista do que fazer em Colônia em uma pequena escapada.

A Pop Art tem um papel de relevo no museu, mas há muito mais que Warhol para se ver!

1
Palácio Augustusburg

O Palácio Augustusburg é um magnífico exemplo dos excessos da arquitetura rococó na Europa. Fica na pequena cidade de Brühl, a poucos quilômetros de Colônia, e é seguramente um dos pontos altos de qualquer viagem à região.

Vale a pena chegar cedo para visitar o Palácio Augustusburg com menos gente. As visitas são obrigatoriamente acompanhadas por um guia, em alemão, mas felizmente pode-se levar um áudio-guia em português, fornecido gratuitamente pelas simpáticas funcionárias do palácio, mandado construir por Clemente Augusto da Baviera.

1
Museu Farina

A Água de Colônia deve seu nome precisamente à cidade alemã de Colônia. Entre os atuais produtores, o mais emblemático é a Casa Farina, cuja fragrância original, criada pelo perfumista italiano Giovanni Maria Farina, ainda hoje se produz. Foi ele que criou e popularizou a fragrância.

Visitar o Museu do Perfume de Colônia é uma forma calma e agradável de se inteirar de uma parte importante da história da cidade. A visita, também sempre acompanhada por um guia, dura exatamente uma hora e, apesar de não ser uma experiência absolutamente imprescindível caso o tempo fique escasso, vale muito a pena.

Por Filipe Morato Gomes / Alma de Viajante

Explore nossos destinos

Cancún
México Cancún
Praia Cultura Gastronomia Vida noturna