Conteúdo

Mexa-se até Cair

Mexa-se até Cair

Chamam “The Magic City” a um terreno pantanoso que teve uma ascensão meteórica à fama mundial. Marque sua viagem e venha descobrir uma cidade para prosperar e divertir. E dar vida aos sentidos com o calor semi-tropical. Bem-vindo a Miami.

Agite antes de usar

Região povoada por tribos indígenas e colonos espanhóis durante séculos, Miami foi fundada apenas em 1896. Sua transformação em cidade mundial deu-se em menos de um século. E há mesmo algo de diferente neste lugar cheio de ritmo, cores e sabores.

É, por exemplo, a única das grandes cidades dos Estados Unidos que se orgulha de ter sido fundada por uma mulher. Apelidada de “A Mãe de Miami”, a empresária Julia Tuttle foi uma das responsáveis pela expansão dos caminhos de ferro na região, no final do século XIX. É hoje homenageada com uma estátua no parque de Bayford.

Nas primeiras décadas do século XX, o boom em população e infraestruturas acompanhou o nascimento de um dos bastiões simbólicos da arquitetura americana. A célebre South Beach renasceu após o grande furacão de 1926 como a maior concentração de art deco dos Estados Unidos. Com os edifícios coloridos decorando a linha da praia e uma profusão de spots de cozinha do mundo, esta continua a ser uma das zonas mais “quentes” da cidade.

Grande marca da “Cidade Mágica” é também a comunidade hispânica, muito influente a partir de 1960. E é em Little Havana que se sente mais a vertente multicultural de Miami. Sobretudo na Calle Ocho, principal rua do bairro, onde galerias de arte, murais coloridos, o aroma forte do café cubano vendido nas ventanitas (janelas abertas) e os idosos jogando dominó no parque formam uma atmosfera especial.

Torrar ao sol

Se Little Havana tem uma calçada da fama para assinalar figuras como Gloria Estefan e Celia Cruz, muitas outras estrelas do cinema e da música têm residências espalhadas pela cidade.

Situada na bela baía de Biscayne, Miami é acima de tudo sinônimo de água, sol, praia e festa. Não foi por acaso, que surgiu aqui uma das primeiras fórmulas eficazes de protetor solar, em 1944, pelas mãos do farmacêutico Benjamin Green.

Primeira parada obrigatória: Miami Beach. Trata-se definitivamente de um município distinto e separa grande parte de Miami do oceano Atlântico através de uma língua de areia onde a famosa Ocean Drive percorre vários quilômetros de praia. A parte norte é mais tranquila que a ponta sul, onde se situa o irrequieto e muito procurado bairro de South Beach.

Um pouco mais ao norte, encontramos um refúgio com água de cor turquesa e um sossego de sabor totalmente exclusivo. A praia de Bal Harbour fica em uma zona repleta de condomínios de elite, hotéis cinco estrelas e lojas de luxo — um cenário tipicamente sofisticado que se confunde com a Miami das séries e dos filmes.

Ao sul da baía, lembre-se destas duas ilhas, facilmente acessíveis pela via Rickenbacker. Na primeira, Virginia Key, destaca-se... uma praia, claro. Beach Park tem várias atividades esportivas disponíveis e compartilha este pedaço de terra com o popular Seaquarium. Aproveite para ver de perto o peixe-boi, aqui chamado de manatee, espécie nativa das águas da Florida.

Virgínia Key é um ponto de passagem para a outra ilha, chamada Key Biscayne, onde as palmeiras estendem-se ao longo do caminho alinhadas com as areias douradas e as águas calmas de Crandon Beach. O parque com vegetação intensa, mangue e dunas envolve o centro de tênis e os campos de golfe.

O essencial da Miami icônica não fica completo sem falar da charmosíssima Coral Gables. Zona histórica marcada pelas mansões em estilo mediterrâneo, ruas sinuosas e um ar a la anos vinte. É aqui que fica a famosa Venetian Pool: uma piscina enorme, alimentada por água doce de um aquífero subterrâneo e rodeada de palmeiras, rochas e cascatas. É pública, mas prepare-se para pagar pela entrada.

Aproveitar cada surpresa

Se em Bal Harbour o panorama é inteiramente de luxo, não desespere. Em Miami o que não falta são opções para satisfazer o desejo de um dia fazendo compras. 

É o caso da boêmia Española Way, dois quarteirões de área pedestre, arquitetura colonial e cafeterias de estilo europeu em South Beach. Não procure aqui multinacionais de moda ou shopping centers, mas sim boutiques vintage, comércio familiar e muito artesanato handmade. A atmosfera vibrante prolonga-se noite adentro, com as lojas abertas até tarde, juntamente com os restaurantes de comida espanhola, francesa, italiana ou mexicana.

Ali perto, em Lincoln Road, o ambiente alternativo mistura-se com algumas grandes cadeias do varejo e galerias de arte, a dois passos da praia.


Mas é do outro lado da baía, em Downtown Miami, que se encontra o verdadeiro mix de experiências que é imagem de marca da cidade. Bayside Marketplace, como o nome indica, é um mercado ao ar livre com centenas de lojas e uma vista irresistível sobre a marina. Em pleno coração financeiro e residencial de Miami, é provavelmente a atração mais visitada da cidade. E se você ficou deslumbrado com o cenário em volta, alegre-se: você pode desfrutar ainda mais da baía em um passeio de barco!

Ao norte de Downtown, partimos para descobrir o Design District. Área de armazéns em ruína e edifícios abandonados há pouco mais de duas décadas, tornou-se um centro de referência para colecionadores de arte, antiguidades e decoração inovadora. Todos os meses ocorre uma "Art & Design Night" que reúne a comunidade criativa da cidade. O ambiente hip continua pelas galerias artísticas do bairro de Wynwood.

Antes de ir embora, não deixe de percorrer a "zona velha" de Miami. Coconut Grove (ou simplesmente “The Grove”) é habitado desde o início do século XIX e mantém a dinâmica de vila boêmia, com hotéis antigos, jardins, artistas excêntricos e vida universitária. Foram muitos os nomes ilustres que aqui viveram: de Madonna a Tennessee Williams. E é aqui que se pode passear pela CocoWalk, um mercado multicultural com dezenas de lojas e espetáculos musicais de rua.

Não há uma zona forte em compras em Miami que não seja acompanhada por uma vasta oferta de restaurantes e bares. São dinâmicas que se alimentam entre si, e à noite a vida não abranda, pelo contrário — os ritmos vibrantes contagiam até quem passa pela rua. Desde os after-hours à beira da água em Downtown, ao glamour de South Beach e ao fervor da salsa nos clubes de dança de Little Havana.

Mas antes da festa, é preciso mergulhar nos sabores. Várias empresas organizam excursões culinárias pelos bairros, já que Miami é uma cidade internacional e tem muito de muita coisa. A alta cozinha em Downtown e Miami Beach, as esplanadas descontraídas de Coconut Grove e a criatividade dos novos chefs em Wynwood.

Não tem tempo para tudo? Prove algumas especialidades locais. Comece pelo chicharrón, pedaços de barriga de porco frita, como aperitivo. 

Depois passe para a frita, o hambúrguer cubano temperado com paprica e recheado de tiras de batata e cebola. O presidente Barack Obama gosta tanto que é recorrentemente fotografado saboreando-as. 

E, para acabar em um tom mais sofisticado, aventure-se em uma das variações do ceviche de inspiração peruana, generalizado nos últimos anos na cozinha de fusão praticada em Miami.

Inspire-se com nossas sugestões

Explore nossos destinos

Miami
Estados Unidos Miami
Praia Vida noturna Compras
Cidades mais próximas
      Selecionar data
      Selecionar datas
      Gosto
      Ver versão acessível no youtube.
      WishList
      Compartilhe