Conteúdo

O Glamour de Nice e da Riviera Francesa

O Glamour de Nice e da Riviera Francesa

Não faltam motivos para visitar a cosmopolita capital da Côte d'Azur. Há cerca de dois séculos que notáveis figuras de todo o mundo passam férias aqui, e há quem diga que foi nesta cidade, banhada pelas calmas águas do Mediterrâneo, que nasceu o turismo balnear.

Turismo moderno, história glamorosa

As praias são o mais visível atrativo de Nice, mas existe também um legado histórico com uma mística de cidade de elite.

Rodeada por outros locais famosos da Riviera — Cannes, Saint-Tropez e o principado de Mônaco — Nice é há muito tempo um local frequentado pelas elites e aristocracias europeias para férias e lazer. Apesar de algumas renovações e construções modernas, está plenamente visível o ambiente de opulência e romantismo que caracteriza a costa sudeste de França: um centro histórico quase inalterado nos últimos três séculos, edifícios luxuosos art deco e da belle époque francesa, ou monumentos barrocos, como os visíveis na Place Garibaldi ou Place Massena.

A imagem de “local de férias para elites” confirma-se também nos arredores da cidade, com uma costa onde se encontram praias privadas e mansões habitadas por ricos e famosos. Mas o cenário de luxo está sobreposto a uma história atribulada e multifacetada. Nice é uma cidade cuja identidade mistura traços das várias culturas do Mediterrâneo: fundada por gregos antigos, tomada pelo Império Romano, integrada no ducado de Saboia, tomada pelos franceses, retomada por italianos e finalmente devolvida à França em 1860.

Atualmente, é uma cidade acessível ao chamado turismo de massa, mas que se adaptou e manteve suas características mais atrativas.

 

Relaxar e passear na Costa Azul

A cidade beneficia de um clima protegido pelos Alpes, com ventos suaves, temperaturas altas e um mar azul-turquesa. O Promenade des Anglais, longo passeio marítimo da cidade, é convidativo a tardes à beira-mar, aproveitando as calmas águas e o clima moderado do Mediterrâneo, com sol o ano inteiro. Vale notar que as praias de Nice são rochosas e não arenosas, sendo necessária a utilização de cadeiras! A água está quase sempre à temperatura ideal.  

A maioria das praias são públicas, sendo a Plage Publique des Ponchettes a mais conhecida (localizada perto do centro histórico). Existem, no entanto, muitas praias privadas, algumas das quais são acessíveis mediante pagamento, com direito a guarda-sol e uma das míticas espreguiçadeiras azuis.
Seja como for, o voleibol de praia, o jet-ski, os pedalinhos e os passeios de barco são diversões acessíveis em qualquer um destes locais.

Para escapar das multidões de turistas, nada como fazer um cruzeiro panorâmico ao longo da Côte d'Azur. Várias agências de turismo organizam passeios de barco ao longo da costa, proporcionando vistas espetaculares sobre Nice e locais vizinhos como Villefranche-sur-Mer ou Cannes. Você ainda pode descobrir recantos naturais e espreitar as propriedades luxuosas dos habitantes famosos da região.

Entre a velha e a nova Nice

Em Nice, a uma cidade antiga coexiste com as novas ruas e construções que atraem os turistas balneares da atualidade. 

Casais em busca de romance, adolescentes com mochilas ou famílias, todos procuram o Promenade des Anglais para observar o pôr do sol e receber a brisa do mar sentados em uma espreguiçadeira azul. Nesta zona estão alguns dos melhores hotéis e ainda o Palais Massena (principal museu da cidade) e a Ópera de Nice. 

Mas a Place Massena, bem perto, foi objeto de uma grande renovação — sendo a área conhecida informalmente como “Cidade Nova”. A partir de uma das várias ruas que saem desta praça, chegamos à atual zona nobre de comércio onde se encontram os melhores restaurantes,  lojas e galerias comerciais. Nesta área podemos ainda visitar o MAMAC (Museu de Arte Moderna e Contemporânea) e outros espaços culturais.

Não faltam parques. O Promenade du Paillon, recentemente renovado, acolhe um empolgante e extenso jardim botânico bem no centro da cidade. O parque possui equipamentos culturais e de entretenimento, parques infantis e um coreto para música ao ar livre. Para uma experiência mais clássica e um piquenique calmo, você pode passar pelo Parc du Château: localizado em uma colina perto do centro histórico, o local inclui um castelo com séculos de história e uma vista verdadeiramente espantosa sobre a cidade.

Em seguida, você pode mergulhar na Cidade Velha (Vieux Nice). Ao contrário da “Cidade Nova”, que se caracteriza por espaçosos e modernos boulevards, o centro histórico de Nice é feito de ruas estreitas e antigas — mas também praças e mercados animados, cafés e bares. O bairro mantém-se quase inalterado desde o século XVIII. O percurso pode começar na Place Rossetti, incluindo visitas a monumentos como a Catedral de Sainte-Réparate e a barroca Chapelle de l'Annonciation (também conhecida localmente como Capela de Santa Rita). 

Perdido no meio das ruas estreitas está também o Palais Lascaris, uma mansão do século XVII repleta de obras de arte flamengas, pinturas e tapeçarias. Não deixe de tomar um café na CoursSaleya — ou um drinque, dependendo da hora. Depois do jantar, as ruas da Velha Nice ficam cheias de gente jovem em busca de animação. Aqui não faltam bares e tascas onde se pode matar a sede noite adentro.

Para uma noite mais moderna ou refinada, as alternativas incluem a renovada zona portuária com seus novos restaurantes e bares — ou uma visita a um dos cassinos locais.



Cultura à beira-mar


Sendo a quinta maior cidade da França, Nice é um local vibrante e cheio de atividade cultural. Não faltam museus e monumentos, desde o MAMAC e o Théâtre de la Photographie et de l'Image na Cidade Nova, aos já mencionados Palais Lascaris e Catedral de Sainte-Réparate na Vieux Nice. 

Para espetáculos, nada como ir à Opéra de Nice ou salas como o Théâtre Lino Ventura e o Palais Nikaïa, com programações que incluem teatro, dança, concertos de música clássica ou grandes eventos de pop/rock. 

Locais como o Théâtre du Pois Chiche e o Théâtre Francis Gag recebem essencialmente bandas e grupos de teatro locais. Não é raro assistir a um espetáculo interpretado em Niçois, o dialeto da região, parente do provençal que se fala no sul de França. A atividade cultural é também estimulada pela proximidade de Cannes, a capital europeia do cinema.

Por fim, devemos lembrar que Nice foi o último endereço de Matisse, um dos pintores e artistas plásticos mais importantes do século XX. O artista passou seus últimos anos no edifício Régina, na zona de Cimiez, que chegou a ser a casa de férias da rainha inglesa Vitória no século XIX. A 2 km ao norte do centro encontramos o Musée Matisse, cuja fascinante coleção inclui várias de suas pinturas, esculturas e as famosas colagens de papel cortado que caracterizaram os últimos anos de sua obra.

Inspire-se com nossas sugestões

Explore nossos destinos

Nice
França Nice
Praia Gastronomia Natureza
Cidades mais próximas
      Selecionar data
      Selecionar datas
      Gosto
      Ver versão acessível no youtube.
      WishList
      Compartilhe